Filosofia e RAP: construindo alternativas de educação para o ensino médio

Manoel Alves de Araujo Neto

Resumo


Resumo - As músicas de RAP possuem uma natureza persuasiva capaz de suscitar nos jovens negros (as) o senso crítico aos problemas sociais e raciais. Em contextos excludentes, o RAP promove a afirmação e o autoreconhecimento, configurando-se como superação prática dos desafios impostos pelo cotidiano. O (a) professor (a), ao analisar esses elementos, em dimensões filosóficas e pedagógicas, e trazendo metodologicamente para o debate no ensino médio de escolas públicas, poderá ter elementos aglutinadores de interesses na discussão de temas relacionados à ética e a política. Assim, o RAP servirá como possibilidade de educação libertária no ensino da Filosofia, com vista a valorizar o conhecimento e intelectualidade dos (as) jovens.

 

Palavras-chave: Filosofia. RAP. Educação. Conhecimento.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários