Interfaces entre Psicologia, Direitos Humanos e Saúde

Carolina Franca Silveira

Resumo


A pesquisa teve como intuito verificar as confluências entre as três temáticas: Saúde, atuação dos psicólogos e Direitos Humanos. Contatou-se nas bibliografias consultadas que o trabalho dos psicólogos inseridos no Sistema Único de Saúde - SUS, especificamente na Atenção Básica, apresentam possibilidades de práticas psicológicas que podem funcionar de modo submetido aos processos de dominação ou como resistência, na promoção dos Direitos Humanos. Encontraram-se desafios na atuação dos psicólogos no SUS, uma vez que historicamente esses profissionais tem sua atuação distanciada da realidade da maioria dos usuários do sistema, ou seja, das classes populares. Entendeu-se que para garantir uma atenção integral aos usuários do SUS, é necessário que o psicólogo tenha uma visão comprometida com os direitos humanos, e atue em uma dimensão ético-política. As três temáticas se convergem no instante que todas se constituem potencialmente como instrumento de transformação da realidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.