A EDUCAÇÃO FINANCEIRA NA PRÁTICA DOCENTE: POR UM MUNDO ONDE O MENOS É MAIS

Maria Augusta de Assis Vieira, Lenir Rosa André, Patrícia Ferreira Santiago, Luiz Elpídio de Melo Machado, Maurício José de Faria

Resumo


As práticas, durante o período de Estágio Supervisionado, têm gerado oportunidades de formação, de grande valia para os alunos das Universidades em contato com as escolas de Ensino Fundamental e Médio. O Curso de Pedagogia da UEMG / Cláudio – tem realizado diversas ações com temas atuais na Escolas Estaduais da cidade e das cidades vizinhas. Esse texto apresenta os resultados de práticas realizadas na Escola Estadual de Cláudio. No ano de 2017, os universitários trataram do tema: Educação Financeira – a tecnologia em favor de suas finanças, com o intuito de conscientizar as crianças que, no mundo atual, o excesso de consumo não assegura qualidade de vida e pode ainda gerar grandes danos ao meio ambiente e a eles mesmos, isso fez essa abordagem assumir extrema relevância e promoveu grande envolvimento dos universitários e dos adolescentes- publico alvo dessa ação. Foram exibidos curtas para reflexões sobre o consumo compulsivo e que destrói o espaço, foram avaliadas questões, também do cotidiano dos alunos, como: como reduzir os custos de suas compras – cesta básica, energia elétrica e até como alimentar-se de forma saudável e menos onerosa. Para a construção dessas ações, autores como Nóvoa (2011) que diz de novas abordagens em sala de aula, Freire (2009) que propõe uma educação para autonomia e cidadania crítica foram utilizados. Os resultados das ações foram registrados, durante todo o semestre em relatórios semanais, arquivos com fotos e depoimentos dos alunos, que tem assumido uma prática de consumo mais consciente.

Texto completo:

PDF 147-154

Referências


BRASIL. Ministério da Educação. Programa Institucional de Bolsas de Iniciação da Docência (Pibid). Disponível em: . Acesso em: 3 jul. 2017.

CAMPOS, Cristiana Caldas Guimarães de; SOUZA, Solange Jobim. Mídia, cultura do consumo e constituição da subjetividade na infância Psicol. Cienc. Prof. vol.23 no.1 Brasília mar.2003. Disponível em: . Acesso em 11 abr. 2017.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2009.

NÓVOA, António (Org.). Profissão professor. Porto: Porto, 2011.

SANTOS, Cristine Pizzutti dos; FERNANDES, Daniel von der Heyde. A socialização de consumo e a formação do materialismo entre os adolescentes. RAM, Rev. Adm. Mackenzie. vol.12, n.1. São Paulo jan./fev. 2011. Disponível em: . Acesso em: 23 maio 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.