TRABALHO E ORGANIZAÇÃO: AS RELAÇÕES ENTRE TRABALHO, PERSONALIDADE E IDENTIDADE - UM ESTUDO DE CASO NA INDÚSTRIA SIDERÚRGICA

Patrícia Ferreira Santiago, Maurício José de Faria, Jadir Raimundo da Silva, Marcos Vinicius Gomes, Luiz Elpídio de Melo Machado

Resumo


Este artigo apresenta os resultados da pesquisa realizada junto à Indústria Siderúrgica, cujo objetivo principal foi estudar as relações entre trabalho, personalidade e identidade dos trabalhos na área siderúrgica, tendo como referência os modelos de QVT – (Qualidade de vida) na área siderúrgica. A pesquisa caracteriza-se como um estudo descritivo analítico, podendo ser considerada também um estudo de caso. A amostra pesquisada foi de 190 indivíduos. A coleta de dados foi realizada através dos instrumentos de entrevista, leitura de atas e observação in loco dos trabalhadores. Como resultado, constatou-se a existência de uma interação grupal bem definida, que decorrem de uma elevada satisfação em relação à organização. Paralelamente, foi encontrado um importante nível de satisfação com o trabalho em si, implicando em significativa QVT. A promoção de maior satisfação entre os membros da área de produção e administração, passa pela revisão de aspectos da cultura organizacional e das políticas de Recursos Humanos. Através desta pesquisa, foi possível identificar as variáveis determinantes que possibilitam recomendar a adoção de políticas que visem a promoção de maior ajustamento e satisfação no trabalho.

Texto completo:

PDF 155-168

Referências


CHANLAT, J-F. O indivíduo na organização. 2.ed. São Paulo : Atlas, 1993.

CHIAVENATO, Idalberto, Administração de Recursos Humanos. São Paulo : Mcgrawhill, 1983.

DAVIS, K.; WERTHER, W.B. Administração de pessoal e recursos humanos. São Paulo: McGraw-Hill, 1983.

FADIMAN, J. FRAGER, R. Teorias da personalidade. São Paulo : Harbra, 1986.

FERNANDES, Eda, Conte. Qualidade de vida no trabalho. Salvador: Casa da Qualidade, 1996.

FERREIRA, A. A. Gestão Empresarial de Taylor aos nossos dias. São Paulo : Pioneira, 1997.

GIL, Antonio Carlos. Administração de Recursos Humanos. São Paulo : Ed. Atlas, 1994.

HUSE & CUMMINGS. Uma evolução no conceito qualidade de vida no trabalho. São Paulo : Ed. Macgraw-Hill, 1985.

KANAANE, Roberto. Comportamento Humano nas organizações : O Homem rumo ao século XXI. São Paulo : Atlas, 1996.

LANE, Silvia T. M. , WANDERLEY Codo (orgs.). Psicologia Social: o homem em movimento. São Paulo : Brasiliense, 2001

LOPES, Alberto, Najar. Organização de RH. São Paulo : Ed. Atlas, 1994

MARTINS, M. M. Personalidade e trabalho : um estudo psicológico com trabalhadores em uma empresa industrial.. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) – Faculdade de Ciências Humanas, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo : 1999.

MASLOW, A. Introdução psicologia do ser. Rio de Janeiro : Eldorado, 1968.

MORAES, L. F. R. de et al. Qualidade de vida e estresse organizacional: um estudo comparativo em profissões de risco. Belo Horizonte: NEACO/CEPEAD/FACE/UFMG, 1998. (Relatório de pesquisa).

NADLER, D.; LAWLER, E. Quality of work life: perspectives and directions.Organization Dynamics, New York, v. 1, n. 11, p. 20-30, Winter/1983.

ROBBINS, S. P. Comportamento organizacional. Trad. Christina Avila de Menezes 8.ed.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.