Jardim da Manga: Nascimento e morte de uma experiência de implantação da pedagogia Waldorf em uma escola pública / Jardim da Manga: The beginning and ending of an experimental implementation of Waldorf education in a public school

Sabrina Fadel, Rita de Cássia de Souza

Resumo


O presente estudo teve como principal problemática a implantação da Pedagogia Waldorf em uma escola da rede pública municipal de Ubá-MG e as controvérsias do processo, que envolvem questões como a autonomia da escola pública e dos profissionais da educação. Durante a investigação, foi possível acompanhar os primeiros passos desta experiência de educação Waldorf pública, assim como, presenciar a sua morte quando o projeto deixa de receber investimentos do município. Para a construção das informações, além de uma pesquisa bibliográfica, foi feita uma pesquisa descritiva utilizando diferentes procedimentos metodológicos, dentre eles a observação participante a realização de entrevistas com um grupo de pessoas que participaram deste processo. Conclui-se que, embora este projeto tenha sido denominado como “revolucionário” em sua essência, quando ele foi assumido pelo poder público passou a ser considerado impositivo e autoritário pelos/as envolvidos/as no processo: os/as professores/as e a comunidade local.


Palavras-chave


Pedagogia Waldorf; Escola pública; Produção de subjetividade.

Texto completo:

PDF

Referências


BACH, Jonas Jr; STOLTZ, Tânia. Disciplinaridade e normalização na Escola Waldorf: desafios à Pedagogia de Rudolf Steiner. Revista do Centro de Educação e Letras da Unioeste – Campus de Foz do Iguaçu, v. 4, n. 1, p. 155-173, 1 sem. 2012.

BOGARIN, Maria Cristina da S. P. B. A qualidade da educação infantil no contexto da Pedagogia Waldorf: um estudo de caso. 2012. 157 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Brasília, Brasília, 2012.

BERTONCELI, Mariane. O trabalho docente Educação Infantil: entre a precarização e a valorização profissional. 2016. 174 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Francisco Beltrão, 2016.

CERTEAU, Michel. A invenção do cotidiano – 1: Artes de fazer. 14 ed. Petrópolis: Vozes, 1994.

DURAN, Marília Claret Geraes. Maneiras de pensar o cotidiano com Michel de Certeau. Diálogo Educação, Curitiba, v. 7, n. 22, p. 115-128, set./dez. 2007.

FEDERAÇÃO DAS ESCOLAS WALDORF NO BRASIL (FEWB). Disponível em: . Acesso em: 5 mai. 2018.

GUATTARI, Félix; ROLNIK, Suely. Micropolítica: Cartografias do Desejo. 11. ed. Petrópolis: Vozes, 2011. Cap. 2, p. 31-148.

HOFFMANN, Jussara. Avaliar para promover: compromisso deste século. In: Grandes pensadores em Educação – o desafio da aprendizagem, da formação moral e da avaliação. Porto Alegre: Ed. Mediação, 2001.

INSTITUTO ECOSOCIAL. Disponível em: . Acesso em: 27 out. 2016.

LANZ, Rudolf. A Pedagogia Waldorf: caminho para um ensino mais humano. 11. ed. São Paulo: Antroposófica, 2013.

OLIVEIRA, Dalila Andrade. A reestruturação do trabalho docente: precarização e flexibilidade. Revista Educação e Sociedade, Campinas, vol. 25, n. 89, p. 1127-1144, set/dez., 2004.

PASSOS, Eduardo; BENEVIDES, Regina. Por uma política da narratividade. In: PASSOS, Eduardo; KASTRUP, Virgínia; ESCÓSSIA, Liliana da (Orgs.). Pistas do método da cartografia: pesquisa-intervenção e produção de subjetividade. Porto Alegre: Sulina, 2009. Pista 8, p.150-171.

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE UBÁ/MG. Lei n. 4.299, de 17 de julho de 2015. Aprova o Plano Municipal de Educação e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 05 out. 2016.

PINTO, Juliana da Silva Sardinha. A escolha de escolas Waldorf por famílias das camadas médias. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

ROMANELLI, Rosely Aparecida. Pedagogia Waldorf: um breve histórico. Revista da Faculdade de Educação (UNEMAT), Cárceres-MT, Ano VI, n. 10, p.145-169, jul./dez. 2008. Disponível em: . Acesso em: 26 jan. 2016.

SOCIEDADE ANTROPOSÓFICA NO BRASIL (SAB). Disponível em: . Acesso em: 10 mai. 2017.

VEIGA, Marcelo da. A obra de Rudolf Steiner. São Paulo: Editora Antroposófica, 1994.




DOI: http://dx.doi.org/10.24934/eef.v22i37.2916

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 SABRINA FADEL, Rita de Cássia de Souza