v. 17, n. 24 (2014)

Educação em Foco

DOI: http://dx.doi.org/10.24934/eef.v17i24


Capa da revista

A Escola Estadual Olegário Macie|, situada na Avenida Olegário Maciel, em Belo Horizonte (MG), foi inaugurada em 1925. Fundado pelo Decreto 6.658, de 20 de agosto de 1924, o prédio foi construído especialmente para abrigar um grupo escolar, numa época em que Fernando Mello Vianna, presidente de Minas Gerais, defendia que “educando as populações faremos obra de pura democracia”.

 

Em 1988, o prédio foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA) que o descreve como “um exemplar da arquitetura dos edifícios públicos, cuja linha de composição é caracterizada pela adoção de estilos do período eclético. As estruturas são fundadas em pedra, parede de tijolos de barro cozido e paredes grossas. As telhas francesas possuem engradamento de madeira e as varandas, feitas em perfis de ferro e tijolos de formato especial, são sustentadas por abobadilhas e compostas por colunas de ferro que sustentam o telhado. As janelas e portas amplas proporcionam um sentido de imensidão. As esquadrias em madeira e vidros guardam, na maioria, as feições originais. A fachada principal, inalterada, alonga-se horizontalmente e é dominada pela simetria, comum és edificações do século XIX e início do século XX”.

 

Com os seus 4.560 metros quadrados, o prédio é um desses monumentos que sobreviveram é modernização da cidade e é ocupação imobiliária. A instituição guarda uma importância histérica na formação de várias gerações e, atualmente, atende a centenas de adolescentes, que compõem a comunidade estudantil.