O TRABALHO DOCENTE NO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO: desafios da política de educação profissional

Moacyr Salles Ramos, Jussara Marques de Macedo

Resumo


O artigo analisa o trabalho docente no Programa Nacional de Acesso
ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC). Para tal, realizouse
uma revisão bibliográfica e foram utilizados resultados de uma
pesquisa sobre o programa em uma das instituições que compõem
a Rede Federal de Educação Científica e Tecnológica. Partiu-se do
princípio de que a reforma do Estado brasileiro, implementada a
partir da década de 1990, reorganizou o trabalho docente nessa rede
com fins de ampliação do número de formandos. Pode-se concluir
que, na direção da reforma citada, o PRONATEC se desenvolve
com um discurso de ampliação da oferta de vagas, mas precariza
o trabalho docente. Dentre os elementos, destacam-se: a falta de
estrutura física e pedagógica no programa, o vínculo efêmero que
atrela o aumento de salário ao aumento de trabalho, a falta de tempo
para planejamento e a distorção dos processos avaliativos.


Palavras-chave


Trabalho docente; Educação Profissional; Políticas públicas; PRONATEC.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.