OS FATORES EXTRAMUROS E SEUS IMPACTOS NO IDEB NA MESORREGIÃO OESTE DE SANTA CATARINA

Aline Sartorel, Patrícia Follmann

Resumo


O presente artigo organiza-se em torno dos fatores extramuros eseus impactos no IDEB (Índice de Desenvolvimento da EducaçãoBásica) em dezoito municípios da grande Mesorregião Oestede Santa Catarina, considerando suas múltiplas significações edimensões. Para tanto, apresenta o horizonte teórico-conceitualda temática, desenvolve a perspectiva de uma escola de qualidadee socialmente referenciada e apresenta dimensões intra eextraescolares, fundamentais para a construção de uma educaçãode qualidade para todos, no contexto histórico, político, econômicoe cultural da região pesquisada. Trata-se de parte de um estudoque vem adquirindo uma crescente visibilidade e centralidade noquadro dos debates, das decisões e das práticas educativas nasescolas: focar a prática pedagógica para as avaliações em largaescala ou respeitar a autonomia pedagógica dos docentes? Aresponsabilização do professor e da escola pelos índices bons oudeficitários é apenas mais uma face do movimento mais amplo nagestão pública. Os índices passam a ser entendidos como um valor que deve guiar as políticas públicas para a educação, como umaforma de prestação de contas à sociedade. A responsabilização, adesautorização e a naturalização recebem uma importância cadavez maior neste contexto, ignorando os fatores extramuros queimpactam nos índices.

Palavras-Chave: Avaliação. Responsabilização. Fatoresextramuros. Práticas Educativas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.