POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE: dilemas entre avanços e descontinuidades.

Rosemary de Oliveira Almeida, Natália Ilka Morais Nascimento

Resumo


O artigo se propõe a analisar o processo de inserção das demandas juvenis na agenda pública brasileira ao longo de três períodos históricos, a saber: antes do governo Luíz Inácio Lula da Silva, durante o referido governo e o início do governo Dilma Rousseff. Busca compreender como as questões específicas dos jovens são consideradas na elaboração, execução e avaliação das políticas públicas no Brasil, apontando avanços e limites na incorporação do segmento juvenil nas ações governamentais. Entre os questionamentos está a possibilidade de avaliar os resultados das iniciativas promovidas pelo governo Lula. Taís ações, de fato, possibilitaram a inserção e consolidação da temática juvenil como objeto de preocupação do Estado brasileiro? Que relação é possível identificar no governo Dilma Rousseff com a herança deixada pelo governo anterior, no que se refere à questão juvenil?

Palavras-chave: Juventude. Políticas Públicas. Agenda Pública. Projovem.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.