O ORDÁLIO DE CAN: MESTIÇAGEM, TEORIAS RACIAIS E EDUCAÇÃO NA PRIMEIRA REPÚBLICA NO BRASIL

Antonio Carlos Figueiredo Costa

Resumo


Este trabalho tem como objetivo realizar uma breve reflexão sobre as influências das teorias raciais que aportaram ao Brasil entre o último quartel do século XIX e as duas primeiras décadas do século XX. Realizou-se uma pesquisa bibliográfica com vistas ao entendimento da recepção dessas teorias por parte da intelligentsia brasileira, nos primeiros anos do Regime Republicano. O que está sendo proposto portanto é uma revisão da literatura, cuja relevância justifica-se por tratar de um momento privilegiado para avaliar a entrada do Brasil na Modernidade, pois ao mesmo tempo no qual se constituía uma sociedade de classes, eram ensaiadas algumas reformas educacionais no ensino público onde, a priori, deveriam estar abertas as possibilidades para que os afrodescendentes pudessem ser assimilados à Nação, via aparelho escolar.

 

Palavras-chave: Teorias Raciais. Mestiçagem. República. Educação.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.