ORIGENS DO GRUPO ESCOLAR E A MODERNIZAÇÃO (EDUCACIONAL) NO BRASIL

Autores

  • Marina Baduy; Betânia de Oliveira Laterza Ribeiro.

Resumo

Após a proclamação da República no Brasil, o grupo escolar surgiu no estado de São Paulo, graças esforços de reformistas da instrução pública, para atender às transformações sociais advindas do novo regime de governo republicano e de seu projeto de modernizar a sociedade. O grupo escolar inaugurou mudanças centrais na educação, mais especificamente nas primeiras décadas do século XX. As reformas que o estabeleceram inovaram na adoção de métodos de ensino modernos e na lógica temporal. Ainda assim, esse modelo de escola não bastou para sanar problemas como o analfabetismo. Como a maior parte da população morava no campo, ela ficou alheia às benesses do grupo escolar porque este teve a cidade como espaço privilegiado para ser erguido e funcionar conforme desejaram os governos republicanos. A ação do sistema republicano para formar um novo tipo de brasileiro — o cidadão — falhou porque os mecanismos que concretizariam tal ação enfocaram o citadino. Era este que precisava se tornar, via grupo escolar, um indivíduo com padrões éticos e morais, pensante e com capacidade produtiva à nação.

Downloads

Publicado

17/10/2020

Como Citar

Betânia de Oliveira Laterza Ribeiro., M. B. (2020). ORIGENS DO GRUPO ESCOLAR E A MODERNIZAÇÃO (EDUCACIONAL) NO BRASIL. Intercursos Revista Científica. Recuperado de https://revista.uemg.br/index.php/intercursosrevistacientifica/article/view/5232