LYGIA CLARK, HÉLIO OITICICA E MÁRIO PEDROSA: EMBREANTES DA ARTE CONTEMPORÂNEA BRASILEIRA

Autores

  • Bruno Henrique Fernandes Gontijo Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUCMinas

Palavras-chave:

Lygia Clark, Hélio Oiticica, Mário Pedrosa, Embreantes, Anne Cauquelin, Arte Contemporânea.

Resumo

Resumo: O presente artigo parte do conceito de “embreantes”,desenvolvido pela filósofa Anne Cauquelin1,para postular os pares,no contexto da arte brasileira,que corresponderiam ao papel desempenho por Marcel Duchamp, Andy Warhol e Leo Castellinas artes ocidentais. Como objeto de estudo, serão analisadas as obras dos artistas brasileiros Lygia Clark e Hélio Oiticica, além do crítico de arte Mário Pedrosa, como protagonistas no período de transição da arte moderna para o pós-moderno. As proposições e formulações teóricas desenvolvidas pelos “embreantes brasileiros” foram decisivas para a consolidação de uma nova forma de se fazer e pensar a arte no país.
Palavras-chave: Lygia Clark; Hélio Oiticica; Mário Pedrosa;Embreantes; Anne Cauquelin; Arte Contemporânea.
Abstract: This article starts from the concept of “incoming”, introduced by philosopher Anne Cauquelin, to postulate the pairs, in the context of Brazilian art, that would correspond to the role played by Marcel Duchamp, Andy Warhol and Leo Castelli in the western arts. As an object of study, the works of Brazilian artists Lygia Clark and Hélio Oiticica, as well as the art critic Mário Pedrosa, will be analyzed as protagonists in the period of transition from modern to postmodern art. The propositions and theoretical formulations developed by the “Brazilian incoming” were decisive for the consolidation of a new way of making and thinking art in the country.
Keywords: Lygia Clark; Hélio Oiticica; Mário Pedrosa; Incoming; Anne Cauquelin; Contemporary Art.

Recebido em: 27/12/2019 – Aceito em 04/08/2020

Downloads

Publicado

10/12/2020

Como Citar

Gontijo, B. H. F. (2020). LYGIA CLARK, HÉLIO OITICICA E MÁRIO PEDROSA: EMBREANTES DA ARTE CONTEMPORÂNEA BRASILEIRA. Linguagens Nas Artes, 1(2), 9–27. Recuperado de https://revista.uemg.br/index.php/linguagensnasartes/article/view/4418