Avaliação Psicológica e os Processos de Disputa pela Guarda de Filhos: desafios para uma prática profissional contextualizada

Autores

  • Milton Peixoto de Oliveira Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Walter Ernesto Ude Marques

Resumo

Este estudo discute a atribuição do profissional de psicologia diante das mudanças das configurações familiares, nas últimas décadas, já que tem sido solicitado com seu saber específico para fornecer subsídios que auxiliem nas decisões judiciais que envolvem conflitos de disputa pela guarda de filhos. Para isso, compete ao psicólogo planejar e realizar seus trabalhos com base em aspectos técnico-teóricos para compreender características psicológicas de pessoas ou de grupos de pessoas através de metodologias específicas para coleta e interpretação de dados, levando em consideração os aspectos singulares de cada família e dos indivíduos que as integram. Após revisão bibliográfica constatou-se que a realização da avaliação psicológica nos processos de disputa pela guarda de filhos no contexto familiar atual representa um grande desafio para os profissionais de psicologia, visto que estes lidam diretamente com aspectos objetivos dos operadores do direito e, ao mesmo tempo, com as subjetividades dos grupos familiares. Percebeu-se também que há inúmeras distinções entre os processos avaliativos dentro dos contextos em que são aplicados – clínico e forense. Todavia, alguns instrumentos similares são utilizados nesses dois campos de atuação profissional. Frente à diversidade de arranjos familiares, identificou-se a necessidade ampliar o espaço para o psicodiagnóstico em nível pericial dentro do ambiente acadêmico, bem como fomentar a produção de conhecimento mais contextualizado às demandas pessoais, familiares, sociais e judiciais que envolvem esse campo de intervenção da psicologia forense.

Downloads

Publicado

09/09/2019

Como Citar

Oliveira, M. P. de, & Marques, W. E. U. (2019). Avaliação Psicológica e os Processos de Disputa pela Guarda de Filhos: desafios para uma prática profissional contextualizada. Revista Interdisciplinar Sulear, (1). Recuperado de https://revista.uemg.br/index.php/sulear/article/view/3973

Edição

Seção

Artigos