O Elogio Da Sombra – A Sombra Como Metáfora.

Autores

  • Mario Santiago Atafona – Casa editorial dos novos autores

Resumo

O subtítulo que escolhi para este texto foi tomado de empréstimo de um dos mais belos ensaios da escritora norte-americana Susan Sontag. E está igualmente formulado a partir do belo poema de Jorge Luis Borges, do qual tomo emprestadas algumas palavras para a epígrafe. Pensar é também tor-nar-se sensível ao pensamento através das sombras. Aliás, esta palavra me acompanha há muitos anos, ou, um pouco imprecisamente, desde o início dos anos 1980, quando eu frequentava o atelier da caríssima artista plástica Júlia Portes, lá no Bairro São Bento, aqui em Belo Horizonte. 

Biografia do Autor

Mario Santiago, Atafona – Casa editorial dos novos autores

Mário Santiago é Possui Licenciatura em Filosofia, pela Universidade Federal do Amazonas e Especialização, também em Filosofia, pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente é editor independente (Atafona – Casa editorial dos novos autores).

Referências

Junichiro Tanizaki (1886-1965)

El elogio de la sombra

Trad. do francês: Julia Escobar. Ediciones Siruela, Madri, 2015.

Downloads

Publicado

17/09/2020

Como Citar

Santiago, M. (2020). O Elogio Da Sombra – A Sombra Como Metáfora. REVISTA TRANSVERSO: DIÁLOGOS ENTRE DESIGN, CULTURA E SOCIEDADE, (8). Recuperado de https://revista.uemg.br/index.php/transverso/article/view/5200