• Caracterização da produção leiteira em São João Batista do Glória (MG)

Ricardo Ferreira Godinho

Resumo


O Município de São João Batista do Glória/MG ocupa posição de destaque na pecuária leiteira regional, pelo seu volume de produção e tecnologia. No período de junho a outubro de 2009 desenvolveu-se um levantamento junto aos produtores com o objetivo de identificar e descrever o perfil da pecuária leiteira. Constatou-se que o número de produtores de leite no município reduziu 25,56% entre os censos do IBGE de 1996 e 2006, ao passo que a produção diária dos estabelecimentos aumentou de 172,50 litros/dia para 296,81 litros diários. Os produtores dos estratos com maior produção estão vinculados a alguma cooperativa, participam mais em eventos de capacitação técnica e/ou gerencial, o que pode ser associada aos melhores índices zootécnicos obtidos pelos produtores com maior produção: produção/vaca/ano, produção/vaca/lactação, produção/ha/ano, variação na produção entre período das águas e período das secas. Os estratos de menor produção possuem índices zootécnicos abaixo dos níveis técnicos desejáveis; as maiores produções de leite foram associadas ao uso mais intensivo da assistência técnica. Entretanto, predomina o atendimento em casos de emergência (68,06% dos entrevistados). A maioria dos produtores com produção até 200 litros diários (acima de 76%) não receberam visita da assistência técnica em 2008, que aliado ao fato de que 72,22% dos produtores de leite são cooperativados. Sugere-se a necessidade de repensar quanto à política social das cooperativas das quais são associados, tendo em vista a importância econômica e social da produção leiteira destas propriedades.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REVISTA CIÊNCIA ET PRAXIS

Qualis 2017-2018: Ciência et Praxis (online) - B3