Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto está em espaço 1,5 cm; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  • Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.

Diretrizes para Autores

 Ciências Gerenciais em Foco é um periódico científico semestral, em português, de acesso aberto, que contribui para difundir trabalhos relevantes de pesquisa, cujos resultados subsidiem o debate, a crítica e as intervenções nas atividades acadêmicas, nas organizações e na sociedade. Diferentes perspectivas teóricas e metodológicas no tratamento de temas são aceitáveis, desde que consistentes e relevantes para o desenvolvimento das áreas de Administração e Ciências Contábeis, de Educação e Ensino e do Serviço Social e suas interfaces.

 A Revista publica artigos de desenvolvimento teórico e trabalhos teórico-empíricos originais nas modalidades:

a) artigos: textos inéditos que apresentem resultados de pesquisa teórica ou empírica;

b) estudos bibliográficos: análise crítica e abrangente sobre determinada temática;

c) resenhas : leituras críticas de obras dos últimos 2 anos;

d) ensaios: estudos teóricos que apresentem análises conceituais ou problematização de ideias nas respectivas áreas de interesse da revista.

 Na área da Administração, a revista busca a partir de diferentes óticas, abordagens teóricas e de investigações empíricas, compreender e explicar os processos de gestão e as organizações em suas diferentes características culturais, políticas, econômicas e sociais. Neste sentido, os estudos teóricos e empíricos podem ser enviados a partir das seguintes áreas e temáticas:

  1. Marketing

  2. Estratégia nas organizações

  3. Gestão de pessoas

  4. Finanças empresariais

  5. Administração da produção e operações,

  6. Tecnologias da informação e comunicação

  7. Estudos organizacionais e estudos críticos em Administração

  8. Teorias organizacionais

  9. Gestão socioambiental 

  10. Gestão de organizações do terceiro setor

 Nas áreas da Educação e Ensino, focaliza a formação de professores, a gestão dos processos educativos, a gestão da sala de aula e do processo de ensino e aprendizagem em diálogo com pesquisadores de áreas afins. 

 

 Todos os trabalhos devem ser inéditos e não podem estar submetidos à avaliação simultânea em outros periódicos.

Opiniões e conceitos expressos nos artigos são de responsabilidade dos autores

Todos os artigos serão submetidos à Comissão Editorial da Revista e para avaliação por pares (peer review).

Os artigos aprovados pelas editoras serão submetidos à avaliação blind review sendo analisados por dois pareceristas às cegas.

Os trabalhos devem ser encaminhados em português e o resumo deve ser apresentado na língua original do texto com a tradução para a língua inglesa.

Abreviações oficiais poderão ser empregadas somente após uma primeira menção completa.

A cópia que será submetida à avaliação pelos pares não deverá conter qualquer informação sobre os autores. Dados como nome dos autores, titulação, filiação institucional, e-mail deverão constar do cadastro dos autores, atualizado no momento da submissão.

As editoras coordenam as informações entre os autores e avaliadores, cabendo-lhes a decisão final sobre quais artigos serão publicados com base nas recomendações feitas pelos avaliadores. Quando recusados, os artigos serão devolvidos com a justificativa das editoras, baseada nos pareceres dos avaliadores. Caso aceitos, os textos passam pela revisão, editoração e publicação. Poderão ser reenviados os textos reformulados, quando for o caso.

A avaliação observa os seguintes critérios: relevância para a revista e para as áreas de conhecimento; consistência e rigor teórico conceitual; articulação entre objetivo, fundamentação teórico metodológica, análise e conclusão de dados; bibliografia pertinente e atualizada; originalidade e contribuições para a área; correção de linguagem e respeito às normas técnicas – ABNT.

Os resultados serão expressos como: AceitoAceito com reformulaçõesNão aceito

 

 ESTRUTURA DO ARTIGO

Para orientar os autores, a revista Ciências Gerenciais em Foco disponibiliza um templateque deve ser utilizado.

Quantidade de autores: o número máximo de autores por artigo é 4.

Identificação da autoria: o arquivo do artigo não deve conter qualquer identificação de autoria.

Originalidade do artigo: os devem ser inéditos, nacional e internacionalmente, não estando sob consideração para publicação e/ou publicado em nenhum outro periódico. Obs.: Trabalhos apresentados e publicados em Anais de congressos podem ser submetidos a revista.

Envio de manuscritos: os artigos devem ser submetidos pelo sistema da revista.



NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TEXTO

Papel: A4 (29,7 x 21 cm).

Margens: superior e esquerda: 3cm; inferior e direita: 2cm

Editor de texto: Word for Windows 6.0 ou posterior.

Fonte: Times New Roman, tamanho 12.

Espaçamento entre linhas: 1,5 cm. Títulos, resumo, abstract, citações e referências devem estar com espaçamento entre linhas simples.

O texto deve ter alinhamento justificado.

Parágrafo (recuo): 1,25 cm.

Tamanho: o artigo deve ter no mínimo 15 laudas e no máximo 25, incluindo resumos, palavras-chave, tabelas, ilustrações, quadros, notas, apêndices e referências bibliográficas.

Resumo: o resumo deve ter de 150 a 350 palavras.

Palavras-chave: devem ser de 3 a 5, separados por ponto e vírgula (Palavra-chave 1; Palavra-chave 2; Palavra-chave 3).

O artigo deve conter a versão do resumo (abstract) e palavras-chave em inglês (Keywords).

As referências bibliográficas devem estar de acordo com normas mais recentes da ABNT.

Em citações diretas ou literais, o nome do autor, fora dos parênteses, tem apenas a inicial maiúscula; dentro dos parênteses, todas as letras em maiúsculas (AUTOR, data, página). Para citações até três linhas, usam-se aspas, sem itálico. Citações com mais de três linhas são recuadas 4 cm da margem esquerda, fonte tamanho 10, espaçamento simples, sem aspas e sem itálico.

Em citações indiretas, se o nome do autor estiver inserido no texto, usa-se apenas a inicial maiúscula, com a data entre parênteses. Caso o nome do autor venha entre parênteses, deve-se colocar todas as letras em maiúsculas e a data, sem a necessidade de se colocar a página.

É fundamental que eu saiba não haver existência humana sem risco, de maior ou de menor risco (FREIRE, 2000, p. 16).

ou

Segundo Freire (2000), é fundamental que eu saiba não haver existência humana sem risco, de maior ou de menor risco.


Em citação de citação, emprega-se a expressão latina apud (junto a), ou o equivalente em português, “citado por”, para identificar a fonte secundária que foi efetivamente consultada. A referência da obra citada deve vir em nota de rodapé ou como parte da referência no final do texto. Por exemplo:

Há três interpretações sobre a organização do ambientalismo: a demanda por participação, pela sobrevivência e a busca pela emancipação (ECKERSLEY1, 1992 apud LIMA, 2005, p. 63).

Em nota de rodapé:

1ECKERSLEY, R. Environmentalism and political theory: toward and ecocentric approach. UCL Press, 1992.

SOBRE AS REFERÊNCIAS

As referências bibliográficas devem seguir as normas mais recentes da ABNT (NBR 6023) e devem ser listadas no final do artigo, alinhadas somente à margem esquerda, identificando-se individualmente cada documento em espaço simples, separado um do outro por dois espaços simples.


Livros

LEFEBVRE, Henri. O direito à cidade. Editora Centauro. SP. 2001

FARIA, Carlos Aurélio Pimenta de (Org.). Implementação de políticas públicasteoria e prática. Belo Horizonte: Ed. PUC Minas, 2012.

 

Capítulos de livros

- Capítulo e livro com mesmo autor:

CASTELL, Manuel. A transformação social na sociedade em rede. In: ______. O poder da identidade. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1999, p. 417-427.

 

- Capítulo e livro com autores diferentes:

FREITAS, Lorena. A instituição do fracasso: a educação da ralé. In: SOUZA, Jessé. A ralé brasileira: quem é e como vive. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009. p. 281-304.


- Autor entidade

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023 – Informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, 2002. 24p.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO.Resolução CNE/CBE nº 8, de 20 de novembro de 2012. Define Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola na Educação Básica. Disponível em http://portal.mec.gov.br/igc/323-secretarias-112877938/orgaos-vinculados-82187207/18693-educacao-quilombola Acesso em 15 out, 2019.


- Mais de um autor (separados por ponto e vírgula)

Munanga, Kabengele; GOMES, Nilma Lino. O negro no Brasil de hoje. São Paulo: Global Editora. 2016. 224p.


- Mais de três autores

BORGES, Edson; MEDEIROS, Carlos Alberto; d'ADESKY, Jacques (Orgs.) Racismo, preconceito e intolerância. São Paulo: Atual, 2002. 80p.

 

- Séries e coleções

MIGLIORI, R. Paradigmas e educação. São Paulo: Aquariana, 1993. 20p. (Visão do futuro, v. 1)

 

- Livro eletrônico

ALMADA, Emmanuel Duarte; OLIVEIRA E SOUZA, Mariana. Quintais: memória, resistência e patrimônio biocultural. Belo Horizonte: EdUEMG, 2017. Disponível em:<http://eduemg.uemg.br/component/k2/item/102-quintais-memoria-resistencia-e-patrimonio-biocultural > Acesso em: 15 out. 2019.

 

Artigo de periódico

CREPALDI, G. D. M. Crianças, vão brincar lá fora! Cadernos da Pedagogia. São Carlos, v. 12, n. 23, p. 43-52, jul. /dez . 2018.


Teses, dissertações e monografias

GARCIA, Vanessa Ferreira. Educação infantil e educação das relações étnico-raciais: motivações docentes, possibilidades e desafios nos centro de educação infantil de Sorocaba (SP). 2019. 141f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de São Carlos, campus de Sorocaba.


Trabalhos apresentados em congressos

RABELO, A. M. P.; TEIXEIRA, M. A. Educação profissionall e empreendedorismo. In: 6º SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO HUMANA: DESAFIOS DO TEMPO PRESENTE. I Simpósio Educação, Formação e Trabalho, 6, 2018, Belo Horizonte. FAE/UEMG/CEFET. Anais … p. 1-19.