Análise fenomenológica do filme “O Sétimo Selo”- Um olhar para a morte e a angústia na perspectiva de Martin Heidegger

Autores

  • Sérgio Henrique Nascimento Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF

Resumo

O sétimo selo é obra cinematográfica de  extrema relevância para se pensar a morte e a finitude, assim como as possíveis atitudes frente a ambas. O Filme é o pensamento sobre esses “aspectos” da vida. Ele denuncia o absurdo da existência, expondo o absurdo que o reconhecimento da finitude pode revelar. Experimenta-se a tomada de consciência de que “somos um ser-para-morte”. O filme de Ingmar Bergman tem forte influência do Filosofo Alemã Martin Heidegger.

Biografia do Autor

Sérgio Henrique Nascimento, Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF

Mestrando em Ciência da Religião pela UFJF.

Downloads

Publicado

11/02/2020

Edição

Seção

Artigos