Assistência ao recém-nascido pelos profissionais de enfermagem na sala de parto no momento da recepção

Autores

  • Tânia Maria Delfraro Carmo UEMG | Passos

Resumo

O presente estudo é uma pesquisa qualitativa, realizada com profissionais da equipe de enfermagem em um hospital de pequeno porte no sul de Minas Gerais, com a finalidade de identificar as práticas assistenciais empregadas aos recém-nascidos no momento da recepção e analisar esses cuidados sob a ótica da enfermagem neonatal. Para a coleta de dados utilizou-se entrevista semi-estruturada sendo posteriormente realizada a análise de conteúdo. Os resultados obtidos através da análise temática agruparam-se e codificaram-se as unidades de análise em duas categorias temáticas: cuidados imediatos do recém-nascido e equipe de enfermagem. Percebeu-se que a assistência de enfermagem ao recém-nascido no momento da recepção é realizada aleatoriamente e com insegurança. Atribui-se a isso a ausência de profissionais capacitados nos primeiros instantes após o nascimento e a falta de treinamento para aqueles que já prestam seus cuidados diariamente. Propõe-se então, como forma de melhorar o atendimento, um manual de assistência ao recém-nascido. As normas, como se sabe, constituem um instrumento indispensável, não somente para a organização, mas também para o bom atendimento ao recém-nascido e avaliação de um serviço.

Palavras-chave: Enfermagem em neonatologia. Equipe de enfermagem. Assistência ao recém-nascido.

Downloads

Publicado

02/01/2010

Como Citar

Carmo, T. M. D. (2010). Assistência ao recém-nascido pelos profissionais de enfermagem na sala de parto no momento da recepção. Ciência ET Praxis, 3(05), 35–42. Recuperado de https://revista.uemg.br/index.php/praxys/article/view/2158

Edição

Seção

Artigos