Aplicação e recepção da Lei nº 13.994/2020 no Juizado Especial Cível Estadual da Comarca de Passos-MG como medida de prevenção pela Covid-19

Autores

  • Juliana Castro Torres Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Endrieli Ribeiro Nogueira Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Zaíra Garcia de Oliveira Universidade do Estado de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.36704/cipraxis.v15i30.5631

Palavras-chave:

Conciliação; Acessibilidade; Justiça; Covid-19; Coronavírus.

Resumo

Introdução: A importância do presente artigo se dá em razão da imprescindibilidade da continuação da prestação jurisdicional por parte do Estado aos jurisdicionados por meio da aplicação da Lei nº13.994/2020 como medida de enfrentamento da pandemia gerada pela Covid-19.

Objetivo: Verificar a aplicação e recepção da Lei nº 13.994/2020 no Juizado Especial Estadual da Comarca de Passos-MG, analisando se o instituto da conciliação sofreu prejuízos diante da pandemia do coronavírus.

Métodos: Foi-se utilizado o método dedutivo, valendo-se de material histórico, sociológico e jurídico, a partir de livros, artigos científicos e legislações internas do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Resultados: A Lei nº 13.994/2020 não foi recepcionada.

Conclusão: Não obstante as políticas judiciárias desenvolvidas pelo Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais - TJMG no sentido de não suspender a realização das audiência conciliatórias no âmbito dos Juizados Especiais, passando elas a ocorrerem de forma virtual, conclui-se que a lei em comento não foi efetivamente aplicada no Juizado Especiais Cível da Comarca de Passos/MG, gerando evidente prejuízo ao cidadãos, que não tiveram acesso à justiça célere e de duração razoável, sofrendo o instituto da conciliação evidente prejuízo por não alcançar a sua finalidade.

Referências

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em < http://www.trtsp.jus.br/legislacao/constituicao-federal-emendas>. Acesso em abril 2020.

___________Lei 13.994, de 27 de abril de 2020. Altera a Lei nº 9.099, de 26 de setembro de 1995, para possibilitar a conciliação não presencial no âmbito dos Juizados Especiais Cíveis. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2020/Lei/L13994.htm> Acesso em abril de 2020.

___________Lei 9.099, de 26 de setembro de 1995. Dispõe sobre os Juizados Especiais Cíveis e Criminais e dá outras providências. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9099.htm> Acesso em abril de 2020.

___________Portaria Conjunta n°952, de 23 de março de 2020. Dispõe sobre medidas temporárias de prevenção ao contágio pelo novo Coronavírus (COVID-19) no âmbito do Poder Judiciário do Estado de Minas Gerais, atualizada conforme a Resolução do Conselho Nacional de Justiça nº 313. Disponível em: <http://www8.tjmg.jus.br/institucional/at/pdf/pc09522020.pdf>. Acesso em 25 de nov. de 2020

___________Portaria Conjunta n° 963, de 26 de abril de 2020. Prorroga, até o dia 15 de maio de 2020, as medidas e normas estabelecidas para prevenção ao contágio pelo Coronavírus (COVID-19) no Poder Judiciário do Estado de Minas Gerais, de que tratam as Portarias Conjuntas da Presidência nº 952, de 23 de março de 2020, e alterações seguintes, e nº 957, de 28 de março de 2020, nos termos da Resolução do Conselho Nacional de Justiça - CNJ nº 314. Disponível em: <http://www8.tjmg.jus.br/institucional/at/pdf/pc09632020.pdf>. Acesso em 25 de nov. de 2020.

___________Portaria Conjunta n° 1025, de 13 de julho de 2020. Dispõe sobre o plano de retomada gradual das atividades do Tribunal de Justiça e da Justiça de Primeira Instância do Estado de Minas Gerais, consoante as avaliações epidemiológicas emitidas pelas autoridades estaduais e municipais de saúde e observadas as ações necessárias para a prevenção ao contágio pelo novo Coronavírus (COVID-19), o plano de virtualização de processos físicos e dá outras providências. Disponível em: <http://www8.tjmg.jus.br/institucional/at/pdf/pc10252020.pdf>. Acesso em: 25 de nov. de 2020.

___________Portaria Conjunta n° 1024, de 13 de setembro de 2020. Institui o "Programa Justiça Eficiente - PROJEF" como instrumento norteador do aperfeiçoamento da Gestão Administrativa e da Governança Judiciária no âmbito do Poder Judiciário do Estado de Minas Gerais. Disponível em: <http://www8.tjmg.jus.br/institucional/at/pdf/pc10242020.pdf>. Acesso em: 25 de nov. de 2020.

BRASÍLIA. Conselho Nacional de Justiça. Resolução nº 125, de 29 de novembro de 2010: Dispõe sobre a Política Judiciária Nacional de tratamento adequado dos conflitos de interesses no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. 2010. Disponível em < http://www.cnj.jus.br /images/stories/docs cnj/resolucao /arquivo integral_republicacao_resolucao_n_125.pdf>. Acesso em abril de 2020.

___________Conselho Nacional de Justiça. Conciliação. 2014. Disponível em. Acesso em abril de 2020.

___________Conselho Nacional de Justiça. Resolução nº 314, de 20 de abril de 2020: Prorroga, no âmbito do Poder Judiciário, em parte, o regime instituído pela Resolução nº 313, de 19 de março de 2020, modifica as regras de suspensão de prazos processuais e dá outras providências. 2020. Disponível em <https://atos.cnj.jus.br/files/original071045202004285ea7d6f57c82e.pdf>. Acesso em: 24 nov 2020.

____________Conselho Nacional de Justiça. Resolução nº 345, de 9 de outubro de 2020: Dispõe sobre o “Juízo 100% Digital” e dá outras providências. 2020. Disponível em <https://atos.cnj.jus.br/files/original175500202010145f873b7482503.pdf>. Acesso em: 30 nov 2020.

CINTRA, Antônio Carlos de Araújo; GRINOVER, Ada Pellegrini; DINAMARCO, Cândido Rangel. Teoria Geral do Processo. 20. ed. rev. e atual. São Paulo: Malheiros, 2004.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo Aurélio Século XXI: o dicionário da língua portuguesa. 3.ed.rev. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

LEAL, Rosemiro Pereira.Teoria Geral do Processo: primeiros estudos. 7 ed. rev. e atual. Rio de Janeiro: Forense, 2008.

MARCATO, Antonio Carlos (coord). Código de Processo Civil Interpretado.3ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MENDES, Gilmar Ferreira; BRANCO, Paulo Gustavo Gonet. Curso de Direito Constitucional. 9 ed. São Paulo: Saraiva, 2014.

MORAES, Alexandre de. Constituição do Brasil Interpretada e legislação constitucional. 4 ed. São Paulo: Editora Atlas S.A., 2004.

Plenário do CNJ aprova proposta para varas atuarem de modo 100% digital. ConJur, 2020. Disponível em: <https://www.conjur.com.br/2020-out-07/cnj-aprova-proposta-varas-atuarem-modo-100-digital>. Acesso em 30 de nov. de 2020.

SECO, Andréa; TORTORELLA, Eduardo Machado. Uma breve reflexão sobre a lei 13.994/2020: seus possíveis impactos e efeitos na sessão de conciliação no âmbito dos juizados especiais. Almeida Law, 2020. Disponível em: <https://www.almeidalaw.com.br/midia/2020/04/uma-breve-reflexao-sobre-a-lei-no-13-994-2020-seus-possiveis-impactos-e-efeitos-nas-sessoes-de-conciliacao-no-ambito-dos-juizados-especiais/>. Acesso em: 25 nov 2020.

SILVA, José Afonso da. Comentário Contextual à Constituição. 2.ed. de acordo com a Emenda Constitucional 52 de 8.3.2006.São Paulo: Malheiros, 2006.

Downloads

Publicado

2022-11-26

Como Citar

Torres, J. C., Ribeiro Nogueira, E., & Garcia de Oliveira, Z. (2022). Aplicação e recepção da Lei nº 13.994/2020 no Juizado Especial Cível Estadual da Comarca de Passos-MG como medida de prevenção pela Covid-19. Ciência ET Praxis, 15(30), 63–73. https://doi.org/10.36704/cipraxis.v15i30.5631

Edição

Seção

ARTIGOS - CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS