CONTRIBUTOS PEDAGÓGICOS DO PADRE PEDRO Mª AGUILAR AO ENSINO DOS SURDOS-MUDOS EM PORTUGAL (SÉC. XIX)

Ernesto Candeias Martins

Resumo


Pedro Mª Aguilar (1828?-1879) foi um pedagogo dedicado ao ensino da surdez. Este sacerdote, nascido em Pinhel, foi capelão, professor de moral e bibliotecário na Escola Normal de Marvila (Lisboa), desenvolvendo nesse período as suas leituras e investigações na área da educação especial (domínio dos surdos-mudos), engrandecendo a pedagogia diferencial no ensino. Fundou Instituto de Surdos-Mudos em Guimarães (1870), que viria a encerrar por falta de recursos financeiros. Em 1877, recebe subsídio da Câmara Municipal e funda Instituto de Surdos-Mudos do Porto, extinto em 1887, sob as ordens do seu sobrinho, Eliseu Aguilar. Analisaremos, de forma hermenêutica e reflexiva, os contributos deste educador, no âmbito da educação especial e pedagogia diferenciada. Utilizámos várias fontes primárias (arquivos, centros de documentação) e secundárias. Padre Aguilar foi um pedagogo, de pouca obra escrita, que aprofundou o método de ensino sinais metódicos e perfilou métodos intuitivos nesse ensino relevantes na época.   


Palavras-chave


História da Educação; Educação especial; Surdos-Mudos

Texto completo:

PDF

Referências


AGUILAR, Pe. Pedro M.ª de. Coleção de manuscritos para exercícios de leitura nas escolas. Porto: Edição do Autor, s/d (1870?)

AGUILAR, Pe. Pedro M.ª de. Papel monitor de escrita – Exercícios graduais desde os primeiros elementos até ao cursivo. Porto: Edição do autor, s/d (1872?)

ALMEIDA, Mª Antónia Pires de. A epidemia de cólera de 1853-1856 na imprensa portuguesa. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v.18, n.4, p.1057-1071, 2011

ALVES, Mª do Céu G. R. L. Educação especial e modernização escolar: Estudo histórico-pedagógico da educação de surdos-mudos e de cegos (Tese de Doutoramento em Educação/História da Educação) - Instituto de Educação, Universidade de Lisboa. Lisboa, 2012

AMAYA, J. J. & BORGES, C. Editorial. Revista O Ensino Livre, nº 30, p. 2-3 e 5, 28 de abril, 1872

BAPTISTA, M. Implante coclear: A controvérsia na educação da criança surda pré-linguística. In I. SIM-SIM, I (org.). A criança surda: contributos para a sua educação. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2005, p. 101-117

CABRAL, E. Para uma cronologia da educação dos surdos. Communicare – Revista de Comunicação, nº3, APECDA-Porto, p.35-53, 2004

CARNEIRO, Mª João C. M.C.B. Educação bilingue de alunos surdos. Estudo de caso sobre as perceções dos professores (Tese de Mestrado em Ciências da Educação, área científica de Educação Especial) -Centro Regional das Beiras em Viseu, Dep.to Economia, Gestão e Ciências Sociais da Universidade Católica Portuguesa. Viseu, 2012

CARVALHO, P. História dos Surdos no Mundo e em Portugal. Lisboa: Surd'Universo, 2007

CARVALHO, P. História dos Surdos II. Universidade Católica Portuguesa, 2011

CLODE, João J. P. E. O Ensino de Surdos-Mudos em Portugal. A otorrinolaringologia em Portugal. Lisboa: Círculo Médico – Comunicação e Design Ld.ª, 2010

COSTA, D. António da. No Minho: Assombro dos surdos-mudos de Guimarães. Lisboa, Imprensa Nacional, 1874

COSTA, D. António da. Aguilar. Occidente Revista Ilustrada de Portugal e Estrangeiro, 2.º anno, Vol. 33, p. 66-67, 1 de maio, 1879

COSTA, D. António da. O Padre Aguilar. Revista do Bem (Lisboa), nº 92, p. 3-6, 1909

COSTA, Sousa. Prefácio. In: OLIVEIRA, Pe A, d’, Unamo-nos. Lisboa: Edição do Autor, 1924.

DIAS, Joana F. S. C. Nós, os/as Surdos/as. Construção da Liderança Surda no Seio do Movimento Associativo (Tese de Mestrado em Ciências da Educação) - Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, Universidade do Porto. Porto, 2014

DINIZ, Aires A. O ensino dos anormaes – preocupações em Coimbra e em Portugal no início do século XX. Educar, Curitiba (Editora UFPR), n. 23, p. 245-263, 2004.

FERNANDES, Rogério. As origens do Ensino Especial: o primeiro Instituto de Surdos-Mudos e Cegos. Revista Educação Especial e Reabilitação, Lisboa, V. 1, n° 2, p. 57-7, Dez., 1989,.

FERREIRA, A. V. Subsídio para o estudo da história da educação de surdos em Portugal. In BISPO, M., COUTO, A., CLARA, M., & CLARA, L. (Coord.), O gesto e a palavra I - Antologia de textos sobre a surdez. Lisboa: Caminho, 2006, p. 57-81

FILIPE, José da Cruz. O ensino dos surdos-mudos pelo método oral. Anuário da Casa Pia de Lisboa, Lisboa: Casa Pia de Lisboa, 1918

FUSSILIER, Anicet. Esboço histórico do ensino dos surdos-mudos em Portugal -" Padre Pedro Maria de Aguilar”. Revista de Educação e Ensino, Vol. 9, Ano IX, p. 21-30, 1894

LANE, Harlan A Máscara da Benevolência. A Comunidade Surda Amordaçada. Lisboa: Horizontes Pedagógicos, 1996.

LEMOS, Álvaro Viana de. Aguilar (Pe. Pedro Maria de). In Enciclopédia Pedagógica Progredior (Porto), p. 515-516, s/d

MARTA, Ilídio da Silva. Pinhel Falcão. 2.ª ed. Pinhel: Câmara Municipal de Pinhel, 1996

O ENSINO LIVRE. Surdos-Mudos. O Ensino Livre, nº 35, p. 3, fevereiro, 1872

PINHEIRO, J. E. M. Do ensino normal na cidade de Lisboa, 1860-1960. Porto: Porto Editora, 1990

PRIMEIRO DE JANEIRO, O surdo-mudo pode ser surdo falante, nº 215, p. 1 e 3, 11 Setembro, 1909

RIBEIRO, Maximina Mª G. da Cunha. Iniciativas (antigas) surgidas no Norte e no porto para a criação de ensino para surdos. Tripeiro (associação Comercial do Porto), 7.ª Série, Ano XXII, nº 10, p. 202-217, outubro, 2003

RIBEIRO, Maximina Mª G. da Cunha. Perspetiva histórica do ensino da pessoa surda: O Instituto Araújo Porto. Revista Saber & Educar (ESE de Paula Frassinetti do Porto), nº 14, p. 1-10, 2009

SANTOS, Ary dos. O ensino dos Surdos-Mudos em Portugal, Lisboa, Tip. Casa Portuguesa, 1913.

SARAIVA, Evaristo G. Reforma Escolar - II - (Alimentação). Revista de Educação e Ensino, Vol. 7, Lisboa: Guillard, Aillaud & C.ª Editores, 1892

TRINDADE, Joaquim José da. Exercícios de observação e de linguagem conforme as 600 gravuras do album ‘O Portuguez pela imagem’ (tradução e adaptação da obra de Boyer et Pautré). Porto: Oficina Typographica do Instituto de Surdos-Mudos Araújo do Porto, 1906.

VALENTE, Ana; CORREIA, M João, & DIAS, Rui. Surdez: duas realidades interpretativas. In ORQUÍDEA COELHO (Coord.), Perscrutar e Escutar a Surdez. Santa Maria da Feira: Edições Afrontamento, 2005, p 81-90




DOI: http://dx.doi.org/10.24934/eef.v22i38.3058

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Ernesto Candeias Martins