POLÍTICAS DE CIÊNCIA & TECNOLOGIA E DESIGUALDADES TERRITORIAIS: estudo exploratório sobre descentralização e fomento no estado do Pará

Diana Cruz Rodrigues, Mario Vasconcellos Sobrinho

Resumo


Neste artigo, discute-se o processo de descentralização e a
distribuição territorial do fomento à Ciência e Tecnologia (C&T)
de duas esferas de governo (estadual e federal) na Amazônia
brasileira. Especificamente, examina-se, de forma exploratória, o
fomento federal e estadual em políticas de C&T no estado do Pará
e suas inter-relações em termos de desigualdades territoriais. Partese
de uma compreensão do processo de descentralização e das
relações intergovernamentais no fomento à C&T no Brasil para,
então, realizar um levantamento exploratório de dados sobre sua
distribuição no estado do Pará. Os painéis de dados demonstraram
intensa assimetria em C&T intraestadual, e que a descentralização
na política de C&T, no Pará, ao emular estrutura e racionalidade da
esfera federal, não tem proporcionado uma governança mais inclusiva
e direcionada à construção de processos de desenvolvimento em
seus diversos recortes territoriais.


Palavras-chave


Política de Ciência e Tecnologia. Fomento. Descentralização. Desigualdade. Amazônia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.