ASPECTOS DA GESTÃO NA EDUCAÇÃO DO CAMPO: as perspectivas da burocracia no MST.

Arlete Ramos dos Santos, Gilvan dos Santos Souza

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar a gestão educacional sob o enfoque daburocracia estatal capitalista como elemento de contradição no MovimentoSem Terra (MST), tendo em vista que esse movimento luta pelo socialismo.O local de pesquisa foi a Escola Municipal Emiliano Zapata, município deBarra do Choça, BA. Para tanto, buscou-se identificar os instrumentos daburocracia estatal capitalista existentes na escola mencionada; analisar sea gestão implementada na escola é autoritária ou democrática, e descobrirquais os desafios e conflitos vivenciados pelo gestor da educação no MST,uma vez que ele faz os papéis de diretor/coordenador junto à burocraciaestatal, na qual predomina o capitalismo, e de militante junto ao setor deeducação do movimento, cuja predominância é o socialismo.

Palavras-chave: Burocracia. Gestão. Movimento Sem Terra.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.