Implementação dos serviços de atendimento para crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual na perspectiva dos profissionais e gestores da rede de saúde do município do Rio de Janeiro

Autores

  • Taiane Damasceno da Hora Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro/ Doutoranda
  • Ludmila Fontenele Cavalcanti Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Ariane Rego de Paiva Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC Rio)

Resumo

Este artigo pretendeu analisar os resultados da pesquisa sobre a implementação dos serviços de atendimento para crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual na perspectiva dos profissionais e gestores da rede de saúde do município do Rio de Janeiro. Foram realizadas 15 entrevistas semi-estruturadas com os profissionais e gestores e para a análise de dados foi utilizada a interpretação de sentidos. Os profissionais e gestores compreendem que houve avanços significativos na organização dos serviços de atendimento para crianças e adolescentes vítimas de violência sexual; entendem a importância da atuação conforme o que está previsto nas normativas do Ministério da Saúde; e acreditam que, apesar dos avanços, ainda é preciso investimento na capacitação dos profissionais de saúde para o uso da ficha de notificação, redução da subnotificação e um maior diálogo entre as políticas sociais.

Biografia do Autor

Taiane Damasceno da Hora, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro/ Doutoranda

Departamento de Serviço Social. Programa de Pós Graduação em Serviço Social da PUC Rio.

Ludmila Fontenele Cavalcanti, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Programa de Pós Graduação em Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGSS-UFRJ). Área: Saúde Coletiva

Ariane Rego de Paiva, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC Rio)

Departamento de Serviço Social. Programa de Pós Graduação em Serviço Social da PUC Rio.

Referências

BRASIL, Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Ministério da Saúde. Linha de cuidado para a atenção integral à saúde de crianças, adolescentes e suas famílias em situação de violências: orientação para gestores e profissionais de saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2010. 104 p. (Série F. Comunicação e Educação em Saúde).

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Prevenção e tratamento dos agravos resultantes da violência sexual contra mulheres e adolescentes: norma técnica. 3. ed. Brasília: MS, 2012. 126 p. (Série Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos).

CHILDHOOD BRASIL (Brasília). Centros de atendimento integrado a crianças e adolescentes vítimas de violências: Boas práticas e recomendações para uma política de estado. São Paulo: Childhood Brasil, 2017. 190 p.

DAHLBERG, Linda L.; KRUG, Etienne G. Violência: um problema global de saúde pública. Ciências saúde coletiva, Rio de janeiro, v. 11, p. 1163-1178, 2007./200. undefined.

DALFIOR, Eduardo Tonele; LIMA, Rita De Cássia Duarte; ANDRADE, Maria Angélica Carvalho. Reflexões sobre análise de implementação de políticas de saúde. Saúde em debate, Rio de janeiro, v. 39, n. 104, p. 210-225, jan./mar. 2015.

DESLANDES, S. F. et al. Atendimento à saúde de crianças e adolescentes em situação de violência sexual, em quatro capitais brasileiras. Interface, Botucatu, v. 20, n. 59, p. 865-877, out./dez. 2016.

DESLANDES, S. F. Atenção a Crianças e Adolescentes Vítimas de Violência Doméstica: Análise de um Serviço. Cad. Saúde Públ., Rio de Janeiro, 10 (suplemento 1): 177-187, 1994.

FALEIROS, Eva T. Silveira; CAMPOS, Josete De Oliveira. Repensando os conceitos de violência, abuso e exploração sexual de crianças e de adolescentes. 1 ed. Brasília: UNICEF, 2000.

GARBIN, C. A. S. et al. Desafio do profissional de saúde na notificação da violência: obrigatoriedade, efetivação e encaminhamento. Ciências & Saúde Coletiva, Rio de janeiro, v. 20, n. 6, p. 1879-1890, jun. 2015.

GOMES, Romeu. A análise dos dados em pesquisa qualitativa. In: MINAYO, Maria Cecília de Souza; DESLANDES, Suely Ferreira; GOMES, Romeu. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 31. ed. Petrópolis: Vozes, 2012. Cap. 4. p. 67-80.

HOWLETT., Michael; PERL, Anthony; , M. Ramesh. Política pública: Seus ciclos e subsistemas: uma abordagem integradora. 3 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013.

LIMA, Jeanne De Souza; , Suely Ferreira Deslandes. A notificação compulsória do abuso sexual contra crianças e adolescentes: uma comparação entre os dispositivos americanos e brasileiros. Interface, Botucatu, v. 15, n. 38, p. 805-818, jul./set. 2011.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Violência e saúde. 1 ed. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2006.

NEW YORK. UNITED NATIONS CHILDREN’S FUND (UNICEF). A Familiar Face: Violence in the lives of children and adolescents. New York: Unicef, 2017. 100 p.

OLIVEIRA, Ilmara De Jesus; CRUZ, Cleide Ane Barbosa Da. Abuso sexual: uma reflexão sobre a violência contra crianças e adolescentes. Revista Científica do ITPAC, Araguaína, v. 8, n. 1, p. 1-7, jan. 2015.

os dispositivos americanos e brasileiros. Interface, Botucatu, v. 15, n. 38, p. 805-818, jul./set. 2011.

PAIVA, Ariane Rego De. Análise e avaliação de políticas sociais: algumas perspectivas do debate atual. O social em questão, Rio de Janeiro, v. 19, n. 36, p. 21-38, jul./dez. 2016.

QUAGLIA, Márcia de Castro; MARQUES, Myrian Fontes; PEDEBOS, Genenviève Lopes. O assistente social e o atendimento a famílias em situação de violência sexual infantil. In: BEZERRA, Maria Regina Fay de; FERREIRA, Maria Helena Mariante. Violência sexual contra criança e adolescente. Porto Alegre: Artmed, 2011. Cap. 19. p. 262-285.

SAFFIOTI, Heleieth. Gênero, patriarcado, violência. 1 ed. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2004.

VIEIRA, L. J. E. D. S. et al. Capacitação para o enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes em quatro capitais brasileiras. Ciência, Rio de janeiro, v. 20, n. 11, p. 3407-3416, jan./mar. 2015.

Downloads

Publicado

31/03/2021

Como Citar

da Hora, T. D., Cavalcanti, L. F., & de Paiva, A. R. (2021). Implementação dos serviços de atendimento para crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual na perspectiva dos profissionais e gestores da rede de saúde do município do Rio de Janeiro. Serviço Social Em Debate, 3(1). Recuperado de https://revista.uemg.br/index.php/serv-soc-debate/article/view/4875

Edição

Seção

Artigos Temáticos