O isolamento social imposto pelo Covid 19, a jornada diária de mulheres e a utilização das tecnologias

Autores

  • Marcia Maria Fernandes de Oliveira Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado e Doutorado Profissional: Educação e Novas Tecnologias (PPGENT) do Centro Universitário Internacional Uninter.
  • Laureane Nascimento Aparecida Nascimento Mestranda do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu, Mestrado e Doutorado Profissional: Educação e Novas Tecnologias (PPGENT). https://orcid.org/0000-0002-3417-3693
  • Rubiane Bakalarczyk Matoso Centro Universitário Internacional Uninter. Mestranda do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado e Doutorado Profissional: Educação e Novas Tecnologias (PPGENT) https://orcid.org/0000-0002-4984-4269
  • Elisangela Pinheiro Pechim Soares Possui graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Campus Poços de Caldas (2008). Cursa Segunda Licenciatura em História pelo Centro Universitário Internacional Uninter. https://orcid.org/0000-0003-0357-474X

DOI:

https://doi.org/10.36704/sciaseducomtec.v2i2.5115

Palavras-chave:

isolamento social imposto pelo Covid 19, a jornada diária de mulheres, utilização das tecnologias

Resumo

Por favor, precisa de resumo para o relato de experiencia? Gratas!

Biografia do Autor

Marcia Maria Fernandes de Oliveira, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado e Doutorado Profissional: Educação e Novas Tecnologias (PPGENT) do Centro Universitário Internacional Uninter.

Pós doutora em Educação Superior pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS (2013). Doutora pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2010). Mestre pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2006). Graduação (Licenciatura e Bacharelado) em Geografia pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2004). Professora do Departamento de Educação da UFPR - Departamento de Teoria e Prática de Ensino - DTPEN (2006 e 2007). Professora da Universidade do Contestado - UNC (2010 a 2014). Editora da Revista de Meio Ambiente e Sustentabilidade (2015 a 2018). Membro do Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos do Centro Universitário Internacional Uninter. Membro do Conselho de Pesquisa do Centro Universitário Internacional Uninter Professora/pesquisadora do Programa de Pós-Graduação Stricto-Sensu: Mestrado e Doutorado Profissional em Educação e Novas Tecnologias – PPGENT, do Centro Universitário Internacional UNINTER, Curitiba/PR. É membro do Grupo de Pesquisa “Ciência, Tecnologia e Interculturalidade na Educação” na linha de Pesquisa “Formação docente e Novas Tecnologias na Educação” do Centro Universitário Internacional UNINTER. É coordenadora do Projeto de Pesquisa Educação em Direitos Humanos, Pesquisadora da Fundação Wilson Picler de Amparo a Educação, Ciência e Tecnologia – FAMPECT. Desenvolve pesquisas na área de Educação, Educação em Direitos Humanos, Formação de Professores e Meio ambiente.

Laureane Nascimento Aparecida Nascimento, Mestranda do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu, Mestrado e Doutorado Profissional: Educação e Novas Tecnologias (PPGENT).

Possui graduação em Publicidade e Propaganda pela Universidade Tuiuti do Paraná (2001) e graduação em Pedagogia - Licenciatura pelo Centro Universitário Internacional Uninter (2013).Pós- graduação de MBA em Comunicação e Marketing pela Faculdade Integrada Curitiba (2006) e Pós-graduação em Educação Tecnológica Superior pelo Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão (2008). Professora/ Tutora do Curso de EAD do curso de Marketing no Instituto Wilson Picler (2006-2010). Atualmente docente dos cursos de Pedagogia e Marketing do Instituto de Ensino de Londrina desde 2012 e Pedagoga PSS do Estado do Paraná desde 2016. Atualmente é Mestranda do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu, Mestrado e Doutorado Profissional: Educação e Novas Tecnologias (PPGENT).

Rubiane Bakalarczyk Matoso, Centro Universitário Internacional Uninter. Mestranda do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado e Doutorado Profissional: Educação e Novas Tecnologias (PPGENT)

Possui graduação em Direito pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões,Santo Ângelo (2010). Curso de Extensão em Direito Internacional Ambiental, pela Universidade Federal do Paraná. Pós Graduação em Direito do Trabalho e Previdenciário.  Advogada especialista em Direito Previdenciário e Trabalho. Professora de cursos e treinamentos - direito do trabalho e direito previdenciário para empresas. Professora dos cursos de Graduação de Gestão de Recursos Humanos e Contábeis da UNINTER. Possui larga experiência profissional em assessoria empresarial. Mestranda do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado e Doutorado Profissional: Educação e Novas Tecnologias (PPGENT)

Elisangela Pinheiro Pechim Soares, Possui graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Campus Poços de Caldas (2008). Cursa Segunda Licenciatura em História pelo Centro Universitário Internacional Uninter.

Possui graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Campus Poços de Caldas (2008). Cursa Segunda licenciatura em História pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Intergrante do Projeto de Educação em Direitos Humanos e Meio Ambiente..

Referências

ÁVILA, M. B. “O tempo e o trabalho das mulheres”. In: (Org. COSTA, A.A et. al.) Um debate crítico a partir do feminismo: reestruturação produtiva, reprodução e gênero. São Paulo: CUT, 2002.

BRASIL. Mulheres e meninas devem estar no centro dos esforços de resposta à COVID-19. ONU – Organização das Nações Unidas, 2020. Disponível em: https://nacoesunidas.org/mulheres-e-meninas-devem-estar-no-centro-dos-esforcos-de-resposta-a-covid-19/. Acesso em: 15 jul. 2020.

BRASIL. Declaração interagencial das Nações Unidas sobre violência contra mulheres e meninas no contexto da COVID-19. ONU – Organização das Nações Unidas, 2020. Disponível em: http://www.onumulheres.org.br/noticias/declaracao-interagencial-das-nacoes-unidas-sobre-violencia-contra-mulheres-e-meninas-no-contexto-da-covid-19/. Acesso em: 19 jul. 2020.

BRASIL. Mulheres estão mais satisfeitas com home office do que homens. R7, 10 jun. 2020. Disponível em: https://noticias.r7.com/economia/mulheres-estao-mais-satisfeitas-com-home-office-do-que-homens-10062020 . Acesso em 20 jul. 2020.

GOMES, E. G.; BUSATO, I. M S; FERNANDES DE OLIVEIRA, M. M. Covid - 19 e a atuação da Organização Mundial da Saúde. HYGEIA, Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde. Edição especial Covid 2019. 2020 em http://www.seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/54086/29104

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATISTICA (IBGE). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – PNAD. 2018.

MARQUES, Emanuele Souza et al. A violência contra mulheres, crianças e adolescentes em tempos de pandemia pela COVID-19: panorama, motivações e formas de enfrentamento. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 36, n. 4, 2020. Acesso http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2020000400505&lng=en&nrm=iso>.

OLIVEIRA, Anita Loureiro de. A espacialidade aberta e relacional do lar: a arte de conciliar maternidade, trabalho doméstico e remoto na pandemia da COVID-19. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/tamoios/article/view/50448. Acesso em: 19 jul. 2020.

ONU. Chefe da ONU alerta para aumento da violência doméstica em meio à pandemia do coronavírus. Organização das Nações Unidas - ONU, 06 abr. 2020. Disponível em: https://nacoesunidas.org/chefe-da-onu-alerta-para-aumento-da-violencia-domestica-em-meio-a-pandemia-do-coronavirus/. Acesso em: 21 jul. 2020.

SEED. Paraná oferta aulas EaD aos alunos da Rede Estadual de Ensino. Disponível em: https://www.nre.seed.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=21165. Acesso em: 15 jul. 2020.

SILVA, Gildemarks Costa e. Tecnologia, educação e tecnocentrismo: as contribuições de Álvaro Vieira Pinto. Rev. bras. Estud. Pedagog. (online), Brasília, v. 94, n. 238, p. 839-857, set./dez. 2013. Disponível https://www.scielo.br/pdf/rbeped/v94n238/a10v94n238.pdf acesso 14 jul. 2020.

Downloads

Publicado

12/02/2021

Como Citar

Fernandes de Oliveira, M. M., Nascimento, L. N. A., Matoso, R. B., & Soares, E. P. P. (2021). O isolamento social imposto pelo Covid 19, a jornada diária de mulheres e a utilização das tecnologias. SCIAS - Educação, Comunicação E Tecnologia, 2(2), 251–263. https://doi.org/10.36704/sciaseducomtec.v2i2.5115