Matemática e Arte

Uma Abordagem Interdisciplinar com Alunos do Ensino Fundamental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36704/sciasart.v11i1.6565

Palavras-chave:

Arte; Interdisciplinaridade; Matemática

Resumo

A presente pesquisa foi realizada com alunos do sétimo ano do Ensino Fundamental do Colégio Estadual Dona Iayá, no município de Catalão-GO, a fim de refletir sobre a possibilidade de interdisciplinaridade entre a Matemática e a Arte, evidenciando as relações em dupla via existentes entre elas. A pesquisa de abordagem qualitativa, na modalidade de pesquisa-ação buscou a partir de questionários aplicados aos alunos, observações das atividades desenvolvidas durantes as oficinas, evidenciar a relação íntima e crítica entre Matemática e Arte. A opção pela arte em uma relação interdisciplinar com a matemática, neste trabalho, é porque ela tem como objeto a própria relação de sensibilidade, capaz de produzir conhecimento sensível diferente daquele produzido pela racionalidade. Concluímos, então, que é possível associar Matemática e Arte no processo de ensino e aprendizagem por meio do uso de materiais manipulativos, de atividades lúdicas, de reflexões sobre obras que mostram as inserções da Matemática na Arte.

Biografia do Autor

Eliézer Reis Vicente, Universidade Estadual de Goiás

Mestrando pelo Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Educação, Linguagem e Tecnologias da Universidade Estadual de Goiás (PPG-IELT/UEG). Graduação em Matemática (UFG/RC). Anápolis, Goiás, Brasil - eliezervicentte@gmail.com.

Referências

ALVES, M. Muito além do olhar: um enlace da matemática com a arte. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática), Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil, 2007.

ARGAN, G. C. Arte Moderna. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

ATALAY, B. A Matemática e a Mona Lisa: a confluência da arte com a ciência. São Paulo: Mercuryo, 2007.

BILL, M. O pensamento na arte de nosso tempo. In: AMARAL, Aracy (org). Projeto construtivo brasileiro na arte. Rio de Janeiro: Funarte, 1977.

BRASIL. Ministério da Educação - MEC, Secretaria de Educação Básica. Orientações Curriculares para o Ensino Médio: Ciências da natureza, matemática e suas tecnologias. Brasília, 2002.

CHIPP, H.B. Teorias da Arte Moderna. Sao Paulo: Martins Fontes, 1996.

DENIS, R.C. Uma introdução à história do design. São Paulo: Edgar Blücher, 1999.

FAIGUELERNT, E. K.; NUNES, Kátia R. Fazendo arte com a matemática. Porto Alegre: Artmed, 2006.

FAZENDA, I. A Interdisciplinaridade: um projeto em parceria. São Paulo: Loyola, 1993.

FIORENTINI, D.; LORENZATO, S. Investigação em educação matemática: percursos teóricos e metodológicos. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2004.

JAPIASSU, H. Interdisciplinaridade e a Patologia do Saber, Rio de Janeiro: Imago, 1976.

LE LIONNAIS, F. Las grandes corrientes del pensamiento matematico 2. ed. Buenos Aires: EUDEBA, 1965.

LUDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MARTINHO, M. O infinito através da obra de M. C. Escher – Uma experiência sobre as concepções acerca do infinito numa turma de Métodos Quantitativos. Tese de mestrado não publicada. Universidade do Minho, 1996.

MORIN, E. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006.

Downloads

Publicado

2022-07-01

Como Citar

Reis Vicente, E. (2022). Matemática e Arte: Uma Abordagem Interdisciplinar com Alunos do Ensino Fundamental. SCIAS - Arte/Educação, 11(1), 18–36. https://doi.org/10.36704/sciasart.v11i1.6565