Educação em tempos de Redes em uma Sociedade de Consumidores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36704/sciaseducomtec.v2i1.4458

Palavras-chave:

Educação, tecnologia, redes sociais digitais, sociedade de consumo, subjetividade

Resumo

Este ensaio versa sobre a transformação das pessoas em mercadorias acerca da aceleração do tempo, do advento das redes sociais digitais e da comoditização da subjetividade. A partir das reflexões de Sygmunt Bauman, propõe-se a tratar a educação em tempos de redes considerando o cenário descrito da Sociedade de Consumidores, na Modernidade Líquida. A metodologia utilizada para este escrito foi a de revisão bibliográfica em torno dos conceitos que delimitaram a nossa perspectiva de pensar os devires como estratégia a ser adotada na contemporaneidade, apontando para uma necessária coletivização dos sujeitos, no intuito de retomar alianças ou criar novas nas comunidades em que vivemos.

Biografia do Autor

Mirian Raquel Mion, Universidade Federal do Rio Grande do sul

Doutoranda em Informática na Educação, mestre em Psicologia Social e Institucional e graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Marie Jane Soares Carvalho

Doutora em Educação/UFRGS (1999). Mestre em Educação (1990). Graduação em Pedagogia (1982). Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Referências

ASSIS, Leandro. Mídias digitais, práticas docentes e cotidianos escolares: discussão do paradigma da escola do século XXI a partir da educação crítica para as mídias digitais. 2019. 308f. Dissertação (Mestrado em Mídia e Cotidiano) – UFF, Rio de Janeiro.

BAUMAN, Zygmunt. 44 Cartas do mundo líquido moderno. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

__________. Capitalismo parasitário. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

__________. Comunidade: a busca por segurança no mundo atual. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

___________. Confiança e medo na cidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

___________. Em busca da política. Rio de Janeiro: Zahar, 2000.

_______. Globalização: as consequências humanas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.

___________. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

___________. Sobre educação e juventude. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

___________. Vida para consumo: a transformação das pessoas em mercadorias. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.

__________. Vida a crédito. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

DREYFUS, Hubert; RABINOW, Paul. Michel Foucault: uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2013.

FAVA, Rui. Educação 3.0: como ensinar estudantes com culturas tão diferentes. 2. ed. Cuiabá: Carlini e Caniato Editorial, 2012.

FOUCAULT, Michel. A hermenêutica do sujeito. Curso do Collège de France, 1981-1982. São Paulo, Martins Fontes, 2006.

HENNIGEN, Inês; GEHLEN, Gabriela. Com a “vida” no vermelho: psicologia e superendividamento do consumidor. Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais, São João del-Rei: UFSJ, v. 7, n. 2, jul./dez. 2012. Disponível em: <https://www.ufsj.edu.br/portal2-repositorio/File/revistalapip/Volume7_n2/Sumario_7(2).pdf>.

KOEHLER, Cristiane. Interação social em rede e nas redes: contributos para uma educação em rede. UFRGS, Porto Alegre 2016. 278f. Tese de doutorado

_________, Cristiane; CARVALHO, Marie. O público e o privado nas redes sociais: algumas reflexões segundo Zygmunt Bauman. Espaço Pedagógico, Passo Fundo: UPF, v. 20, n. 2, p. 275-285, jul./dez. 2013. Disponível em: <https://www.upf.br/seer/index.php/rep>.

LAZZARATTO, Maurice. As revoluções do capitalismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. 7. ed. São Paulo: Boitempo , 1982.

MANSANO, Sônia. Sujeito, subjetividade e modos de subjetivação na contemporaneidade. Revista de Psicologia da Unesp, São Paulo, v. 2, n. 8, p. 110-117. 2009.

MAXIMO, Felice. Redes sociais digitais, epistemologias reticulares e a crise do antropomorfismo social. Revista USP, São Paulo: USP, n. 92 p. 9-19, dez/fev. 2011-2012. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/34877>.

Downloads

Publicado

30/07/2020

Como Citar

Mion, M. R., & Jane Soares Carvalho, M. (2020). Educação em tempos de Redes em uma Sociedade de Consumidores. SCIAS - Educação, Comunicação E Tecnologia, 2(1), 23–38. https://doi.org/10.36704/sciaseducomtec.v2i1.4458