Afazeres da docência na Educação Infantil: atravessamentos nas trajetórias pessoais e profissionais em tempos de Pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36704/sciaseducomtec.v2i2.5105

Palavras-chave:

Infância, Pandemia, Docência, Maternidade

Resumo

Busca-se problematizar as (im)possibilidades da docência na Educação Infantil tendo em vista a situação de Pandemia que impôs a utilização da tecnologias às redes de Educação Básica. Na Educação Infantil há processos pedagógicos impensáveis sem a presença, o toque, as relações das crianças entre elas mesmas. Outro aspecto destacado é o da predominância da mulher na docência com as crianças pequenas, o que faz com que se relacionem mais efetivamente, nesse tempo, a docência e a maternidade, visto que fomos impelidas a desempenhar de forma concomitante os afazeres de mães e de professoras. Dessa forma, nos propomos a pensar como tanto a Educação de crianças pequenas, quanto a docência na Educação Infantil está sendo atravessada pela situação de distanciamento social. Contamos com a análise descritiva e reflexiva de algumas situações que envolvem a experiência docente e a maternidade, demonstrando algumas convicções que estão sendo desenhadas nesse contexto.

Biografia do Autor

Sabrina Marafiga Cardoso Silva, Universidade Federal de Santa Maria

Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Pós-graduanda da Especialização em Gestão Educacional da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), vinculada a Linha de Pesquisa 2 (LP2)- Políticas Públicas e Gestão Educacional. Professora de Educação Infantil contratada na Unidade de Educação Infantil Ipê Amarelo- UEIIA/UFSM

Graziela Escandiel Lima, Universidade Federal de Santa Maria

Possui Doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUC/RS (2010), Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM/RS (2002) e Graduação em Pedagogia - Educação Pré-Escolar e Matérias Pedagógicas do 2º Grau. pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM/RS (1999). Atuou como Professora no Centro Universitário de Jaraguá do Sul/SC - UNERJ (2002 a 2006). Atualmente é professora no Departamento de Metodologia do Ensino, Centro de Educação, da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM/RS. Participa do Grupo de Pesquisa Formação de Professores e Práticas Educativas: educação básica e superior- (GPFOPE) e do Grupo de Pesquisa, Docência, Infâncias e Formação (DOCINFOCA). Foi Coordenadora do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia - Diurno (2014-2016). Foi Coordenadora de Área do PIBID/UFSM/Pedagogia - Educação Infantil (2014-2018). Tem experiência na área de Educação, na Formação de Professores em cursos de Pedagogia. Seus estudos têm ênfase na Educação Infantil e conhecimentos relativos à infância. Atua principalmente com os seguintes temas: Infância, Educação Infantil, Trabalho Pedagógico, Docência e Estágios.

Fabiane Bayer, Universidade Federal de Santa Maria

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Gestão Educacional /CE/UFSM. Licenciada em Pedagogia pela UFSM (2002). Especialista em Gestão Educacional pela UFSM - conclusão: 2005. Especialista em Psicopedagia Clínica Institucional pelo Centro Universitário Franciscano - Conclusão:2009. Atualmente está como Professora de Educação Infantil na Rede Municipal de Santa Maria - 40 horas. No município de Itaara atuou como gestora na Emei Gralha Azul e também como professora de anos iniciais, no período em que esteve nomeada nesse município de 2011 a 2016. Como nomeada no concurso do Magistério Estadual atuou como professora nos anos iniciais no período de 2015 a 2019 na EEEF Marieta DAmbrósio.

Franciele Paraboni Maffini, Universidade Federal de Santa Maria

Nascida em 25 de Fevereiro de 1989 na Cidade de Santa Maria/RS Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Santa Maria, com habilitação em Docência na Educação Infantil, Anos Iniciais e EJA . Atualmente: Professora da Educação Infantil do Colégio Marista Santa Maria. Tutora do Curso de Pedagogia EAD/UAB da Universidade Federal de Santa Maria-UFSM. (2013) Especialista em Docência na Educação Infantil pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM. 

Referências

BARBOSA, Maria Carmem Silveira; FOCHI, Paulo Sergio . O desafio da pesquisa com bebês e crianças bem pequenas. Anais. Caxias do Sul: ANPEDSUL, 2012. Disponível em: <http://www.ucs.br/etc/conferencias/index.php/anpedsul/9anpedsul/paper/viewFile/1234/318> Acesso em: 28 de Julho de 2020

BARRETO, Angela Maria Rabelo Ferreira. Situação atual da Educação Infantil no Brasil. In: MEC/CEF. Subsídios para reconhecimento e funcionamento da Educação Infantil. Brasília, 1998.

BRASIL. RESOLUÇÃO Nº 5, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009. Resolução sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Aprovada em 17 de dezembro de 2009.

EMEF Sérgio Lopes. Carta de Intenções da Educação Infantil. Por uma Educação Infantil pública e de qualidade que respeite os direitos das crianças.Santa Maria: SMED, 2020.

FREIRE, Paulo. A Educação na Cidade. São Paulo: Cortez, 1991.

HELLER, Agnes. O cotidiano e a história. 8. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2008.

LIMA, Graziela Escandiel de. Cotidiano e trabalho pedagógico na Educação de crianças pequenas: produzindo cenários para a formação de pedagogos. PUCRS: Porto Alegre, 2010. Tese (Doutorado em Educação), Faculdade de Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2010.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários a educação do futuro. 5ªed. São Paulo: Cortez, Brasília,DF: UNESCO, 2002.

MORIN, Edgar. Fraternidade para resistir a crueldade do mundo.São Paulo: Pallas Athena, 2019.

NÓVOA, Antônio. Docência em Tempo de Pandemia. Canal UFSM, 15 de Abril de 2020. Disponível em <https://www.ufsm.br/unidades-universitarias/ce/2020/04/13/webconferencia-docencia-em-tempos-de-pandemia/>. Acesso em: 15 de Abril 2020

SANTA MARIA. Resolução 41 de 3 de julho de 2020.. Regulamenta as ações orientadas não presenciais na educação Infantil e no Sistema Municipal de Santa Maria.

SANTOS, B. S. A Cruel Pedagogia do Vírus. Coimbra: Edições Almedina, 2020, 32 p.

Downloads

Publicado

12/02/2021

Como Citar

Silva, S. M. C., Lima, G. E., Bayer, F., & Maffini, F. P. (2021). Afazeres da docência na Educação Infantil: atravessamentos nas trajetórias pessoais e profissionais em tempos de Pandemia. SCIAS - Educação, Comunicação E Tecnologia, 2(2), 120–141. https://doi.org/10.36704/sciaseducomtec.v2i2.5105