Instituições assistenciais e profissionais na cidade de São Paulo no século XIX

Autores

Resumo

O grande número de crianças nas ruas da cidade chamava a atenção dos pedestres. A cidade de São Paulo no século XIX recebeu muitos novos habitantes, vindos das diversas regiões do mundo, de diferentes etnias, principalmente peninsulares. A pacata cidade transformou-se em
metrópole, com a construção das fábricas passou a atrair a mão de obra ociosa do interior do estado. Muitas famílias não resistiam as longas viagens e, acabavam por adoecerem, de modo que seus filhos se tornavam órfãos. Vários orfanatos, asilos e institutos profissionais foram criados para acolherem essas crianças e jovens. Foi necessária a profissionalização desta mão de obra.

Biografia do Autor

Eliane Mimesse Prado, Universidade Estadual de Maringá

Doutora em Educação pela PUC/SP

Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Infância, adolescência e juventude da Universidade Estadual de Maringá (UEM) 

 

Downloads

Publicado

17/08/2020

Como Citar

Prado, E. M. (2020). Instituições assistenciais e profissionais na cidade de São Paulo no século XIX. SAPIENS - Revista De divulgação Científica, 2(1), 124–139. Recuperado de https://revista.uemg.br/index.php/sps/article/view/5093