Penas em punho, tecendo a escrita: sociabilidade entre os signatários do Manifesto “Ao Professorado de Minas” (1900)

Autores

  • Marcelo Gomes da Silva Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)/Ilhéus

Resumo

Discutir as condições que levaram quatro professores, no ano de 1900, a escrever, assinar e publicar um manifesto dirigido “Ao professorado de Minas” é a proposta deste trabalho. Buscou-se realizar um mapeamento dos espaços ocupados por esses sujeitos na cidade de Juiz de Fora – MG, dos seus locais de atuação e dos seus cotidianos escolares, apreendendo nas relações sociais vivenciadas por esses sujeitos, aproximações, empatias e ideias que
contribuíram na decisão de manifestar-se publicamente e na construção e redação do texto. Para tanto, utilizou-se de um cruzamento de fontes em que surgiram seus nomes: imprensa, relatórios, correspondências e requerimentos. Tratou-se da sociabilidade dos professores enquanto intelectuais (SIRINELLI, 2003), percebendo suas experiências enquanto práticas que contribuíram para o próprio fazer-se docente (THOMPSON, 1987).

Downloads

Publicado

17/08/2020

Como Citar

Silva, M. G. da. (2020). Penas em punho, tecendo a escrita: sociabilidade entre os signatários do Manifesto “Ao Professorado de Minas” (1900). SAPIENS - Revista De divulgação Científica, 2(1), 25–49. Recuperado de https://revista.uemg.br/index.php/sps/article/view/5095